Saiba as perguntas que você precisa fazer para si próprio para que a gestão contábil venha agregar no contexto de gestão contábil da sua empresa

Ser empresário e não pensar em crescer a cada dia é praticamente impossível. E para que isso aconteça gradativamente, é muito importante que você faça constantes autoavaliações. Conhecer a si próprio, que no caso é a sua empresa, é um fator importantíssimo para um crescimento exponencial.

É onde entra a gestão contábil, que se torna um ponto de equilíbrio para esse crescimento, mas para que isso aconteça o empresário precisa fazer algumas perguntas para si próprio.

Para onde você quer ir, como você vai e para onde quer chegar são respostas que levam a empresa para um novo montante de perguntas e pode ser utilizado em potencial estratégico para a gestão contábil.

Por que crescer?

Essa é, literalmente, a pergunta de um milhão de reais. Nosso senso natural é questionador e, muitas vezes, o “por que” é a palavra que primeiro aprendemos em nossa vida. Mas dentro de um contexto de gestão contábil, o “por que” questiona o motivo do crescimento, a causa e a consequência que leva você tocar a sua empresa. O poder do “por que”, nesses casos, é olhar para si próprio e entender o ponto de conforto na gestão contábil e no conforto da empresa.

Embora seja difícil, existe a possibilidade até mesmo que, nessa autoanálise você perceba que está satisfeito aonde está, não vendo mais necessidade de crescimento e, a partir daí, ter que tirar um coelho da cartola para buscar novos pontos de motivação para não cair na acomodação natural de qualquer negócio.

Paralelo a isso, cabe um ponto de atenção na gestão contábil, analisar rápidos crescimentos para o suporte da empresa, por exemplo, é ter um cuidado com a manutenção de bons resultados, o que é muito importante para a saúde do negócio.

O tamanho da empresa vai ao encontro do porte da própria e uma boa gestão contábil trabalha dentro do porte do empreendimento, sendo assim, acompanha fatores de crescimento e estruturação, como material humano e tecnológico e o fortalecimento interno e externo da empresa.

E é por isso que a autoanálise do negócio proposta pela gestão contábil é tão importante para o sucesso da empresa.

Estrutura da empresa

Outra pergunta que precisa ser feita por você e respondida por você para você mesmo: como que está a estrutura da sua empresa, visando crescimento? Como um efeito dominó, essa pergunta gera outras perguntas, e assim sucessivamente. Mas vamos focar, a princípio, no primeiro toque do efeito.

Nesses casos, há um método de autoavaliação chamado “dez vezes mais”, que consiste fazer a seguinte pergunta a si mesmo: Se do dia para a noite a minha empresa crescesse em dez vezes, será que eu teria estrutura para tocá-la sem grandes problemas? Esse exercício ajudará, então, a você, como empresário, descobrir os gargalos da sua empresa.

O método pode ser adaptado para que líderes de departamento venham, também, a refletir sobre as suas funções e a sua equipe. Será que, por exemplo, se a sua empresa crescesse dez vezes mais do dia pra noite o seu gerente de infraestrutura saberia lidar com a demanda? E o seu poderio de material? Essa pergunta pode ser uma autoanálise específica de cada departamento.

Além de tudo o que foi citado do texto, materiais humanos, riscos e benefícios, milestones, além de diversos outros fatores são importantes como fatores de crescimento empresarial, num contexto de gestão contábil. Mesmo assim, o que abordamos nesse texto, de princípio, são os principais fatores de influência no crescimento empresarial em meio a gestão contábil.

Fale Conosco

Ligue para nós