No último texto da série, confira os últimos perfis de liderança traçados pela contabilidade em Brasília para agregar à sua empresa

Depois de traçarmos diversos perfis de liderança para a sua empresa e mostrarmos como a contabilidade em Brasília pode auxiliar na identificação desse perfis, além dos pós e contras destas posturas em relação a equipe na qual você lidera, chegamos ao terceiro e último texto que vai enumerar posturas de liderança.

Ao observar cada perfil de gestão e comando de equipe, você pode se ver, negar a si mesmo ou reconhecer que precisa melhorar em alguns pontos, seja acrescentando ações ou tirando o pé em outros sentidos.

Não só como suporte de autoconhecimento, o artigo também tem como intuito o fazer pensar por parte do líder, para que se chegue a conclusão da importância da contabilidade em Brasília como agente estratégico, até mesmo em situações onde não vemos abertura técnica. Além disso, faz rever postura e compreender as condições necessárias para que, ao mesmo tempo, os liderados não fiquem tão frouxos que não trabalhem e nem tão presos que se sintam engessados em seu ambiente de trabalho, e não produzam.

Individualista

O líder individualista é aquele que tem o mundo em suas mãos. Geralmente é alguém inexperiente no cargo de direção e por isso mesmo coloca os pés pelas mãos, já que chegou ao cargo por méritos profissionais, mas esquece que para exercer o cargo de liderança não basta ser um bom profissional, mas é extremamente importante saber gerir pessoas. E no compasso em que o líder é centralizador, os seus liderados tendem a se sentir desmotivados, enquanto com o tempo o seu corpo e a sua mente sobrecarregarão.

Diferentemente do que muitas empresas acham, o líder centralizador, por assumir a bronca, não é tão bom assim. No frigir dos ovos, os resultados produzidos por uma pessoa tendem a ser menores do que os de uma equipe. Sendo assim, cabe a contabilidade em Brasília justamente fazer essa medida e trazer a tona dados e levantamentos que levem o líder a ser mais aberto nas suas posturas.

Liberal

O líder liberal precisa estar muito convicto das suas posturas, justamente porque ser liberal é uma estratégia arriscada, mas muito positiva se bem trabalhada.

Para ser colocada em prática, cabe ao líder conhecer muito bem a sua equipe de trabalho, tendo a plena certeza de que eles vão ter o melhor desempenho possível, estar livre para desenvolver ideias e respeitarão limites e prazos.

No fim, o papel da contabilidade em Brasília está em fazer o levantamento de desempenho da liderança liberal e saber exatamente até onde ela pode ir.

Inspira

O líder que inspira é aquele que consegue ser pessoal e profissional em conjunto, não fazendo acepção de funcionários, desenvolvendo o melhor de cada liderado, sendo visionário e agregando talentos.

Ele inspira por não escarrar a sua qualidade mas desempenha-la na prática.

E é por isso que escolhermos o líder que inspira para encerrar a nossa série de textos, justamente para que, simples e direto, saibamos onde deveremos chegar. Além de, no final, entendermos o tamanho da importância da contabilidade em Brasília em cada um desses fatores.

Fale Conosco

Ligue para nós